Facebook Pixel Fallback

USC é conceito 4 no MEC

Avaliação coloca a Universidade em posição de excelência perante as IES brasileiras. Resultado é a soma de esforços diários de toda a comunidade acadêmica




O Ministério da Educação (MEC) publicou o resultado do Índice Geral de Cursos (IGC), um indicador de qualidade que avalia as Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras. A Universidade do Sagrado Coração (USC) obteve o conceito 4, posição de excelência (variável entre os conceitos 4 e 5).

O IGC tem seu cálculo realizado anualmente e leva em consideração o Conceito Preliminar de Curso (CPC) dos cursos avaliados nos últimos três anos. Nesse sentido, o conceito recebido pela USC considera as avaliações dos cursos que fizeram o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) nos anos de 2014, 2015 e 2016. Além disso, também é levada em conta para o cálculo do IGC a média dos conceitos de avaliação dos programas de Pós-graduação Stricto Sensu (Mestrado e Doutorado), atribuídos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) à IES. Essas médias são convertidas para uma escala compatível e ponderadas pelo número de matrículas em cada um dos programas.

Para a Reitora, Prof.ª Dra. Irmã Susana de Jesus Fadel, o conceito 4 corresponde à alegria e responsabilidade: “Finalizar o ano de 2017 com o IGC 4 nos classifica entre as Universidades de excelência do Brasil,  isso nos alegra e aumenta a nossa responsabilidade de continuar sendo e fazendo o melhor, como comunidade universitária. Este conceito vem corroborar o trabalho realizado na USC de longa data: o compromisso  com a formação de pessoas, de profissionais que atuarão nesta sociedade marcada por adversidades e mudanças, uma  formação do estudante para que seja um profissional não só competente, mas que entenda as questões sociais, culturais e econômicas da sociedade contemporânea e se comprometa a propor soluções para ela, à luz dos valores cristãos”, ressalta.

A Vice-reitora e Pró-reitora Acadêmica, Prof.ª Dra. Irmã Ilda Basso, cita o sucesso obtido com o conceito graças à soma de esforços e reflexo de uma trajetória de vida universitária e de cada curso. “Equipe Diretiva, coordenadores de curso, docentes e estudantes e toda comunidade acadêmica são responsáveis por este conceito. Evidenciamos a Metodologia Syllabus como um diferencial, pois propicia um ensino híbrido, com momentos de estudo prévio e situações de aprendizagem em sala de aula que  priorizam o planejamento tanto do professor quanto do estudante. Outro fator importantíssimo é o corpo docente qualificado, com mestres e doutores competentes, atualizados, comprometidos. A avaliação é outro quesito  pelo qual  primamos,  capacitando  os docentes para tanto.  Além disso tudo, há uma  infraestrutura diferenciada  com laboratórios e equipamentos de ponta, salas de aula equipadas para aplicação de metodologias ativas, clínicas especializadas, anfiteatros, auditórios, espaços de vivências, restaurante, lanchonetes, além de uma Fazenda Experimental”, diz.

Irmã Ilda completa enumerando todos os benefícios com que os estudantes têm contato a partir do momento em que se tornam usqueanos. “Participação nas atividades acadêmicas vinculadas  à sua área  de formação ou outras de seu interesse, estágios curriculares e não curriculares, programa de monitorias,  intercâmbios com instituições estrangeiras, entre outros. Na pesquisa, uma porta de entrada para quem almeja seguir uma trajetória acadêmica é a Iniciação Cientifica. Já a extensão permite ao estudante vivenciar experiências em inúmeros projetos que vão além dos muros da Universidade. Tudo isto faz com ele viva o tripé ensino, pesquisa e extensão”.


Link deste artigo: https://unisagrado.edu.br/site/conteudo/6711-usc-e-conceito-4-no-mec.html
Tags: USC, IGC,CPC,MEC


Receba nossas notícias
UNISAGRADO

(14) 2107-7000
(14) 99825-8771

© 2020 | UNISAGRADO. Todos os direitos reservados.

Site Seguro