Facebook Pixel Fallback

Egresso Tiago de Oliveira, indígena da etnia Guarani Nhandewa lançou livro através de ferramentas digitais

Intitulada "Quando eu caçava tatu e outros bichos", a publicação registra uma importante fase da vida dos meninos Guarani Nhandewa




O egresso do curso de Pedagogia do UNISAGRADO, Tiago de Oliveira, é indígena da etnia Guarani Nhandewa e atualmente é Coordenador Pedagógico, Professor e escritor. Recentemente publicou através do evento promovido pela Casa Fantástica FLIP, o livro "Quando eu caçava tatu e outros bichos", no qual registrou uma fase importante do desenvolvimento e formação dos meninos Guarani Nhandewa: o início da adolescência, quando ganham independência para caçar, pescar e trabalhar.

Um dos motivos que incentivaram o autor a publicar um livro foi a carência percebida por ele de autores indígenas na literatura. "Pretendo escrever mais livros. Inclusive já tenho alguns projetos para vários segmentos, desde a etnologia indígena, como nas narrativas de memórias, que estão em curso e podem ser publicados nos próximos anos", relata. Além disso, o autor conta que quer incentivar os alunos a lerem e a escreverem melhor, e também com o recurso das vendas investir em projetos dentro da própria comunidade, seja na área cultural, social ou educacional, e neste momento, em especial, no combate da COVID-19.

O egresso compartilhou uma lembrança de sua infância que foi de grande influência também na construção do livro. "Quando era pequeno morava com meus avós maternos na Aldeia Laranjinha, no estado do Paraná. Minha 'vozinha' adorava contar histórias de 'bichos' antes de dormir, todas as noites ela falava sobre a onça, o macaco e não podia faltar as histórias do Pedro Malasartes. Na época, na casa não tinha energia elétrica, então dormíamos a luz de lamparinas e ao som das histórias", relembra. 

Oliveira além da graduação em Pedagogia que realizou através do Projeto Identidade Araribá do UNISAGRADO, cursou Pós-graduação em Antropologia na Instituição e Licenciatura Intercultural para Professores indígenas pela Universidade de São Paulo (USP). Em 2019, entrou no Mestrado em Antropologia Social pela USP. "Acredito que o UNISAGRADO teve um papel decisivo na minha vida acadêmica, foram muitas experiências positivas em todos os sentidos. Uma super infraestrutura educacional, professores qualificados e o acolhimento de todos, principalmente das Irmãs", conta. 

O Projeto Identidade Araribá visa promover a educação superior para estudantes indígenas, por meio do processo de acesso, continuidade e conclusão do Ensino Superior, cultivando a permanência da identidade cultural indígena. Para Tiago, "o Programa é uma porta de ingresso para os indígenas que querem entrar em uma faculdade. Muitos frutos foram colhidos. Muitos se formaram em várias áreas e trouxeram retorno significativo para as comunidades principalmente nas áreas da saúde e educação", aponta.

Para adquirir o livro "Quando eu caçava tatu e outros bichos" clique aqui.  


Link deste artigo: https://unisagrado.edu.br/site/conteudo/10672-egresso-tiago-de-oliveira-indigena-da-etnia-.html
Tags: UNISAGRADO, Indígena, Identidade Araribá, Egresso


Receba nossas notícias
UNISAGRADO

(14) 2107-7000
(14) 99825-8771

© 2020 | UNISAGRADO. Todos os direitos reservados.

Site Seguro